Como limpar o ferro de passar roupa

como limpar ferro 1

Passar roupa para muita gente é uma tarefa bem chata e para piorar, acontece de estragar aquela blusa tão linda e querida. O coração até dói né?  Mas para não estragar aquela camisa ou manchar uma blusa é imprescindível que o ferro de passar esteja muito bem limpo. Que deslize com muita facilidade sobre os tecidos!

Segue então duas maneiras de limpar seu ferro elétrico:

1 – Com o ferro desligado da tomada e frio, limpe a base da superfície do ferro com um pano umedecido em água e detergente neutro. Seque-o bem com um pano macio e então passe um pouco de cera incolor para automóveis, enxugando logo a seguir com pano seco.

2 – Se o seu ferro elétrico ficou sujo depois de ter sido usado, deve limpá-lo da seguinte maneira: Passe (com o ferro ainda quente) um pedaço de vela comum por baixo. Em seguida passe o ferro num pano de algodão, exercendo uma pequena pressão para limpa-lo . Se for necessário repita novamente.

Jamais use produtos abrasivos (palha de aço, Bombril, sapólio, produtos para limpeza pesada, vinagre ou esponjas) que podem riscar a base e danificar o ferro. Para não diminuir a quantidade de saída de vapor, faça a autolimpeza pelo menos uma vez por mês. Consulte o manual de instruções.

Gostaram?

Bjos,

Anúncios

Recém Casada? Saiba como arrumar a cozinha

kitchen blog

Foto: Pinterest

Tantos presentes de casamento para arrumar na sua nova cozinha… Mas, por onde começar?

Separação por frequência de uso – Separe as louças , utensílios da cozinha , toalhas de mesa, copa, guardanapos e jogos americanos  que são usados em ocasiões especiais (Natal, Festa, etc)  daqueles que são de uso frequente.

– Nos locais de melhor nível de acesso você deve organizar tudo que tem maior frequência de uso, especialmente louças.

Evite pilhas altas com pratos, não empilhe copos, xícaras (empilhe apenas o pires).

Dica: Para ganhar espaço com travessas que costumam quebrar nas laterais por serem empilhadas uma dentro da outra a menor travessa deve ser virada para baixo, a maior  travessa também virada para baixo fica por cima da menor.  Com uma base mais firme  pode ser colocada a  terceira travessa, desta vez virada para cima e uma bem leve e menor dentro dela, ou seja, com o espaço de uma travessa de tamanho médio a grande, você pode organizar quatro de tamanhos diferentes.

Plásticos: Descarte potes que estão sem tampa, danificados ou simplesmente sem uso.

Alguns potes plásticos quando tampados ficam com cheiro, coloque os maiores dentro dos menores sem as tampas para não ficarem presos e coloque as tampas empilhadas em porta-tampas ao lado.

Evite o formato redondo e opte por modelos quadrados para melhor aproveitar o espaço.

Panelas: Os gavetões são uma tendência nos atuais projetos de cozinha, porém, usando o raciocínio da frequência de uso. As grandes panelas de ferro ou woks, os rechauds, aparelhos de fondue, panelas de pressão, pipoqueiras etc,  que tomam muito espaço podem ficar em prateleiras mais altas ou outro espaço próximo à cozinha. Nos gavetões devem ficar as panelas de uso frequente , vale empilhar as menores em cima das maiores com a tampa virada para baixo. Siga a mesma regra para as frigideiras e formas.

Utensílios de gaveta: Evite sobrecarregar as gavetas da cozinha com os acessórios dos eletrodomésticos, coloque-os em saquinhos com fecho ziplock ou de TNT junto aos aparelhos ou dentro de uma caixa transparente devidamente identificada.

Se o espaço das gavetas não é suficiente para todos os utensílios use organizadores de parede ou de portas.

Dica para as gavetas: Não jogue tudo na gaveta sem separar os utensílios por função e tamanho, procure comprar divisórias ou usar bandejas e cestas para fazer esta categorização. Separe conchas, espátulas e pegadores de salada de abridores de lata, descascador de legumes, alho etc.

Dica para todos utensílios: A frequencia de uso define o nível de acesso, mas procure também categorizar os nichos da cozinha pelo tipo de material do utensílio. Por exemplo, separe vidro, inox, porcelana, prata, plástico, madeira, não deixe tudo misturado. Quando você quiser a petisqueira de madeira saberá em que porta estão todos utensílios de madeira, o que facilita encontrar e guardar.

Eletrodomésticos: Aproveite o design bonito dos atuais eletrodomésticos e deixe os de uso diário na própria bancada da cozinha. Um dos desafios é a altura de alguns modelos como as batedeiras, liquidificadores, centrífugas, máquinas de pão etc. As prateleiras aramadas são uma boa opção para organizá-los, já que é possível  ajustar a altura com mais facilidade.

Com essas dicas, agora é só abrir os presentes e dar vida aos armários de sua cozinha com cheirinho de nova.

Fonte: site Liga das Noivas

Dicas para organizar os brinquedos das crianças

Oi pessoal!

Amanhã é dia das crianças! Planejar e organizar com antecedência algumas atividades para comemoração da data é uma forma divertida de sair da rotina. Conversar com os pequenos sobre as expectativas é muito importante para não haver frustrações, pois as atividades devem estar de acordo com os interesses deles.

Preparar um café da manhã diferente, fazer um passeio ao ar livre, andar de bicicleta, leva-los à peças teatrais, assistir à um bom filme ou chamar os amiguinhos para participarem de jogos e brincadeiras em casa mesmo, são algumas sugestões  para tornar esse dia inesquecível.

E depois de toda essa farra e bagunça é hora da organização.  Se você já desanima quando olha os brinquedos espalhados no chão, confira essas ideias para manter sua casa arrumada e garantir que eles coloquem de volta onde pertencem.

O primeiro passo é dispor os brinquedos no chão e separar por categorias: bichos de pelúcia, jogos, barbies, bolas, lápis de cor, carrinhos. Separe tudo que estiver quebrado ou que a criança não usa mais em sacos plásticos. Jogue fora ou doe. Incentive seu filho a descartar e doar os brinquedos que não usa mais. Deixa-lo fazer essas decisões é importante. Faça também o seu filho ser responsável por devolver seus brinquedos, livros e roupas de volta nos devidos lugares. Criar esses hábitos é fundamental para todos os aspectos na vida da criança.

Após separar por categorias e fazer o descarte,  vamos ao objetos organizadores.

1. Caixas 
Para facilitar  a organização invista em caixas! Elas são versáteis e portátil. O material adequado são as caixas de plástico, por ser fácil de limpar e permite que a criança visualize o brinquedo que quer. Mas também pode optar por caixas de madeira, cestos de vime, de tecido ou caixa de papelão personalizada que você mesmo pode fazer. Ahh! Etiquetar as caixas é muito útil.

Briquedos 10

Foto: Autor desconhecido

Briquedos 1

Foto: Itmãe Uol

2. Potes de plástico
Perfeito para pequenos itens, como lápis de cor e carrinhos.

Briquedos 20 Houzz

Foto: Houzz

3. Sacos de tecido com visor de plástico
Você pode usar os saquinhos de sapato, que também são fáceis de fazer. Ideal para guardar coleções ou brinquedos com muitas peças.

Briquedos 12

Foto: Autor desconhecido

4. Divisórias e porta sapatos de plástico

Briquedos 16

Foto: Autor desconhecido

briquedos 19Foto: OZ! Organize

5. Prateleiras, armários e gavetas
Prateleiras é uma ótima solução, pois permite o acesso mais fácil aos brinquedos e livros favoritos. As crianças adoram ter a liberdade de escolher quais os brinquedos pretendem mostrar. Já os armários e as gavetas são muito funcionais para armazenar todo o resto.

briquedos The Land of Nod

Foto: The Land of Nod

briquedos easyclosets

Foto: Easy closets

6. Para pouco espaço, a solução é debaixo da cama
É o lugar perfeito para os brinquedos que são menos utilizados ou que ocupam muito espaço.

briquedos House For Five

Foto: House for five

Organizar espaços para as brincadeiras e aprendizagens é importante para estimular a criança a ter novas ideias e perspectivas.

Feliz dia das crianças e bom feriado!!!

Bjos,

Tati