Como organizar suas roupas

closet 42

Quando suas roupas não estão organizadas, levantar-se e vestir de manhã torna-se uma tarefa árdua. Ter que cavar através da confusão e escolher uma roupa é quase uma missão impossível.

Até na hora de fazer compras fica complicado. Como você pode saber o que esta procurando, ou o que precisa mesmo, se você não tem uma boa noção do que já possui? Você pode ter uma quantidade imensa de roupa, mas não adianta nada se elas estão todas misturadas. Então, aqui estão algumas maneiras simples de organizar suas roupas e facilitar a sua vida todos os dias.

Organizar roupas por temporada – Divida as roupas que você realmente usa em estações do ano, inverno e verão. Você pode armazenar todas as suas roupas fora de época em outros lugares, a fim de que tudo em seu armário seja usável. Coloque-as dobradas em caixas ventiladas no maleiro. Lembre-se que algumas roupas podem ser usadas em qualquer época do ano. Portanto, não tire peças que você pode usar mais tarde.

Organizar roupas por tipo – No cabideiro, pendure as camisas, calças, saias  e vestidos ( dependendo do tecido, deve ficar na gaveta). O tipo de cabide ideal depende do tipo de roupa. Mas nunca ponha duas peças no mesmo cabide, pois elas  vão amassar  e será mais difícil de  encontrá-las.

Organizar roupas por cor – Separe todas as camisas, primeiro as brancas, depois as coloridas e por final as pretas! Depois faça isso com as calças, saias, etc. Assim você encontra de maneira mais fácil todas as peças  e evita repeti-las muito.

Organizar roupas por dia da semana – Ideal para quem não tem muito tempo para ficar escolhendo o “look do dia”.

DICAS:

– Pendure as calças e camisas no mesmo sentido para dar mais funcionalidade e estética ao armário.

– Pendure as camisas com os botões fechados, inclusive o do colarinho.

– Mantenha os acessórios (cintos, lenços, etc) em suas próprias seções, ao invés de colocá-los junto a roupa para não perdê-los.

O único jeito de ter um guarda-roupa arrumado é criar um espaço para cada coisa. E como sempre, o número um passo na organização de roupas, é livrar-se do que você já não precisa ou quer.

Gostaram?

Espero que essas dicas sejam bem úteis para vocês!

Bjos,

Tati

Anúncios

Os 10 tipos mais comuns de desordem

desordem final

Fotos: Pinterest

Organizar uma casa dá trabalho, mas viver na bagunça é muito pior, ela traz muitos prejuízos de tempo e financeiros. Então a solução é deixar a preguiça de lado e começar a sair do caos aos poucos,  adotando pequenos hábitos para conservar a organização. Mas você provavelmente não consegue colocar sua casa em ordem por esses 3 motivos:

  • Você pode estar apegado a um item;
  • Você não consegue achar seus objetos e acaba comprando o mesmo de novo;
  •  Você não sabe quando jogar as coisas fora.

Então, aqui estão alguns tipos mais comuns de desordem e como lidar com cada um deles.

 1. “Pechinchas” que não podiam deixar passar:  “Mas estava em promoção” nunca é uma boa razão para trazer algo para sua casa. Resista à tentação de comprar algo porque é um bom negócio. Se você não vai usar, não é realmente um bom negócio.

2. Revistas, jornais e catálogos: Adoramos ter algumas revistas para referências e consultas, mas em um certo ponto, se você ainda não encontrou tempo para lê-las, não irá fazer nunca. O recomendado é você reciclar revistas e catálogos e ficar só com os artigos mais importantes. A maioria você acha na internet.

3. Frascos vazios e recipientes de plástico: Frascos vazios que não serão reaproveitados, tampas de plástico sem a vasilha ou vice versa, não possuem utilidade e só ocupam espaço. Mantenha a tampa ou a vasilha por uma semana. Se o jogo não aparecer, recicle.

4. Roupas, bolsas e sapatos velhos: Os armários hoje em dia estão cada vez menores, por isso é importante apenas manter as roupas, sapatos e acessórios que você realmente ame e goste de usar. Coloque-os em uma caixa de armazenamento na sua garagem ou box.  Se você não os tocou em 6 meses, doe.

5. Amostras grátis:  Ganhamos o tempo todo amostras grátis de lojas de cosméticos não é? Mais uma vez, se você não vai usá-lo, o melhor é simplesmente não permitir que ele entre na sua casa.  Mantenha-os por um mês e se você não usar  nesse tempo, recicle ou doe.

6. Coleções: Você é do tipo de pessoa que guarda moedas antigas, carrinhos, latinhas de cerveja entre outras coleções? Dê uma utilidade à ela ou se desfaça.

7. Meias sem o par: Não temos nem ideia onde estas meias foram parar, rsrs. Então, o recomendado é deixar uma pequena caixa na sua área de serviço e jogue as meias sem par que encontrar. Se a outra meia não aparecer dentro de uma semana, jogue-a fora.

8. Medicamentos velhos, pomadas e produtos de higiene pessoal: As pessoas mantêm esses produtos em casa, principalmente porque não têm certeza de quando e como joga-los fora. Descarte uma vez que a validade estiver expirada. Se não há data de validade, descarte, se há uma mudança no cheiro, cor ou substância. Não jogue fora no lixo comum ou no vaso sanitário.  Devolver remédios vencidos ou suas sobras para uma farmácia de confiança é o jeito mais adequado de não pôr a saúde em risco, tampouco prejudicar o meio ambiente.

9. Camisetas e objetos promocionais: Este é o tipo de lixo que você pensa: “Eu realmente não tenho sequer tempo para encontrar um espaço para ele”. Se você receber uma camisa para um evento de caridade, avise os organizadores que você não precisa da camiseta ou doe imediatamente após o evento.

10. Cabides e capas de plástico de lavanderia: Os cabides de lavanderia são muito fracos e não fica padronizado no seu armário. O ideal é usar capas de TNT com visor de plástico, dessa forma não estraga o tecido.

E aí?

Se identificaram com algumas dessas situações? Aposto que sim!

Bjos,

Tati

 

Como lidar com os ladrões de tempo?

c53c1ecb326af5e26b5284a659b0fc35

“O tempo perdido não se encontra nunca mais.”
(Benjamin Franklin)

Você está apresentando baixa produtividade no trabalho e ainda se sente cansado? Fique atento! Você pode estar sendo vítima dos ladrões de tempo.

Baixa produtividade é sinal de falta de foco. E são inúmeras as situações do dia que distraem a nossa atenção. Para você ter uma ideia, quando está profundamente concentrado em alguma atividade e é interrompido para atender ao telefone, ver um e-mail, ou qualquer outra coisa, você demorará cerca de 15 a 20 minutos para resgatar o mesmo nível de concentração que estava anteriormente. Veja a lista dos maiores ladrões de tempo:

· E-mails em excesso

· Mensagens instantâneas

· Interrupções para atender ligações

· Interrupções constantes porque você mantém a política das “portas abertas”.

· Excesso de sociabilidade – o famoso “cafezinho”

· Visitas inesperadas.

· Reuniões improdutivas

· Procrastinação (adiamento de tarefas)

· Vício do detalhamento

· Preocupações demais

Se você realmente deseja aumentar sua produtividade, terá que aprender a lidar com os ladrões de tempo e evitar interrupções. Então aí vão algumas dicas:

· Ao realizar a programação diária em sua agenda, determine horários específicos para abertura de e-mails. Desligue todos os sinais sonoros que avisam a chegada de novas mensagens, e esqueça as redes sociais durante o trabalho. Tente responder e-mails logo na primeira leitura. Se não for possível separe em uma pasta específica “tarefas a cumprir”. Trate de apenas 1 assunto por e-mail, isso facilita a leitura e localização da mensagem pelo “assunto”. Se o assunto mudar, mude também o “assunto” do e-mail. Escreva de forma objetiva, utilize tópicos.

· Desligue o celular ou coloque-o em modo silencioso. Olhe apenas de hora em hora. Evite olhar o tempo todo para ver se recebeu alguma mensagem.

· Se perceber que a socialização é necessária para discutir de forma informal processos em andamento, crie o hábito de marcar 10 minutos antes da reunião para um cafezinho. Assim você faz a socialização e discute algum ponto fora da pauta da reunião.

· Para as pessoas que o interrompem com frequência, tente explicar que está tentando gerenciar melhor o seu tempo e combine horários específicos para despachar com eles.

· Tenha um tempo específico para lidar com suas preocupações. Isso o ajudará a manter a mente livre de preocupações nas horas em que precisa se concentrar para produzir. Preocupações demais roubam a atenção e distraem a mente causando ansiedade.

· Evite procrastinar. Se perceber que anda “empurrando com a barriga”, descubra por que está evitando a tarefa (ela é desagradável? Você se sente inseguro? Não sabe por onde começar? Preguiça?). Depois, contabilize o custo da demora. Você não perde somente tempo, mas perde dinheiro com isso. Se você acha a tarefa difícil demais, desmembre-a em subtarefas, isso torna mais fácil o início. Peça ajuda se necessário. Observe se você não está estabelecendo padrões muito altos de perfeição.

Fonte: Meiry Kamia

Otimize seu Tempo!

Businessman Stretching at Desk

Você já deve ter ouvido alguém dizer: “que não tem mais tempo pra nada!”, “que está lotado de coisas para fazer!”, “que o dia deveria ter 36 horas”, etc. Pois é, fora o charme, essas declarações muitas vezes têm um fundo de verdade.

Primeiro, pode ser que assumimos mais compromissos do que podemos realizar. Depois, porque costumamos não planejar bem o nosso tempo e com isso, gastamos muito tempo fazendo coisas que não acrescentam nada na nossa vida ou que poderiam ser feitas em outro momento.

O que podemos fazer para otimizar o nosso tempo? Afinal, temos que ter tempo para nós mesmos, para nossas famílias, namoro, trabalho, estudo, diversão, esporte.

Separamos alguns pontos que podem ajudar no seu planejamento diário, confira!

Conheça e Planeje suas Atividades

Que tal no início de cada semana, ou do dia, você parar 5 minutinhos, pegar uma folha de papel, e anotar nela uma lista de coisas que você tem que fazer durante a próxima semana ou durante o dia que se inicia? Inclua assuntos pessoais, acadêmicos, profissionais, de lazer, etc…

Estabeleça suas Prioridades

Agora, anote ao lado de cada assunto dessa lista, um número de 1 a 3, de acordo com as suas prioridades.

Agende suas Atividades

Você já se preocupou em ter uma agenda? Uma daquelas agendas organizadas. Não aquelas que tem todo tipo de anotação. Então, pegue uma agenda que seja só sua e anote todos os assuntos prioritários nela, de acordo com a lista acima. Aqui é possível definir os melhores horários para cada coisa a fazer, de acordo com seu ritmo de vida.

Escolha o Seu Melhor Tempo

Cada pessoa possui seu próprio relógio interno. Algumas têm melhor desempenho pela manhã; outras não têm um desempenho tão bom senão à tarde. Se for uma pessoa de bom desempenho matutino, programe suas tarefas difíceis para esse tempo. Use seus recursos nos seus melhores momentos do dia.

Seja Realista

Para que a programação seja prática, não deve incluir atividades demais. Tentar ser “superqualquer coisa” só leva ao desapontamento e à frustração. E isto poderá trazer problemas de saúde. Aprenda a fazer suas atividades dentro de seus limites.

Imprevistos

Agora que vimos algumas dicas de como se planejar no tempo, precisamos contar com alguns “certos favores que não estavam no programa” e que “enchem o saco” de qualquer criatura. São os imprevistos do dia a dia, como um congestionamento de trânsito, quebra do carro, uma dorzinha de cabeça, adiamento de uma entrevista, falta na aula, chuva, etc…

Então, vamos lembrar também algumas dicas para essas situações.

Seja Flexível

Sob pressão, procure permanecer calmo, sem stress, e assim poderá realizar muito mais do que se perder totalmente o controle, emocionalmente. Descontraia-se; dá certo. Assim, pode determinar o que tem de ser feito primeiro. Se não se descontrair, não poderá discernir as prioridades corretas.

Peça Ajuda

Procure ter sempre alguém prestativo do seu lado. Incentive alguém a te ajudar quando preciso, evitando assim ficar sobrecarregado, enquanto outros ficam sentados, observando e ficando aparentemente despreocupados com isso.

Só uma coisa mais. Procure aproveitar cada minuto do seu tempo, sem tornar-se escravo dele. Isso poderá fazer de você uma pessoa chata, sem alegria naquilo que faz.

Esteja aberto aos momentos felizes da vida. Aproveite algumas ocasiões para sentar-se tranquilamente, refletir e falar sobre o que tem feito. Tais momentos são preciosos!

Recém Casada? Saiba como arrumar a cozinha

kitchen blog

Foto: Pinterest

Tantos presentes de casamento para arrumar na sua nova cozinha… Mas, por onde começar?

Separação por frequência de uso – Separe as louças , utensílios da cozinha , toalhas de mesa, copa, guardanapos e jogos americanos  que são usados em ocasiões especiais (Natal, Festa, etc)  daqueles que são de uso frequente.

– Nos locais de melhor nível de acesso você deve organizar tudo que tem maior frequência de uso, especialmente louças.

Evite pilhas altas com pratos, não empilhe copos, xícaras (empilhe apenas o pires).

Dica: Para ganhar espaço com travessas que costumam quebrar nas laterais por serem empilhadas uma dentro da outra a menor travessa deve ser virada para baixo, a maior  travessa também virada para baixo fica por cima da menor.  Com uma base mais firme  pode ser colocada a  terceira travessa, desta vez virada para cima e uma bem leve e menor dentro dela, ou seja, com o espaço de uma travessa de tamanho médio a grande, você pode organizar quatro de tamanhos diferentes.

Plásticos: Descarte potes que estão sem tampa, danificados ou simplesmente sem uso.

Alguns potes plásticos quando tampados ficam com cheiro, coloque os maiores dentro dos menores sem as tampas para não ficarem presos e coloque as tampas empilhadas em porta-tampas ao lado.

Evite o formato redondo e opte por modelos quadrados para melhor aproveitar o espaço.

Panelas: Os gavetões são uma tendência nos atuais projetos de cozinha, porém, usando o raciocínio da frequência de uso. As grandes panelas de ferro ou woks, os rechauds, aparelhos de fondue, panelas de pressão, pipoqueiras etc,  que tomam muito espaço podem ficar em prateleiras mais altas ou outro espaço próximo à cozinha. Nos gavetões devem ficar as panelas de uso frequente , vale empilhar as menores em cima das maiores com a tampa virada para baixo. Siga a mesma regra para as frigideiras e formas.

Utensílios de gaveta: Evite sobrecarregar as gavetas da cozinha com os acessórios dos eletrodomésticos, coloque-os em saquinhos com fecho ziplock ou de TNT junto aos aparelhos ou dentro de uma caixa transparente devidamente identificada.

Se o espaço das gavetas não é suficiente para todos os utensílios use organizadores de parede ou de portas.

Dica para as gavetas: Não jogue tudo na gaveta sem separar os utensílios por função e tamanho, procure comprar divisórias ou usar bandejas e cestas para fazer esta categorização. Separe conchas, espátulas e pegadores de salada de abridores de lata, descascador de legumes, alho etc.

Dica para todos utensílios: A frequencia de uso define o nível de acesso, mas procure também categorizar os nichos da cozinha pelo tipo de material do utensílio. Por exemplo, separe vidro, inox, porcelana, prata, plástico, madeira, não deixe tudo misturado. Quando você quiser a petisqueira de madeira saberá em que porta estão todos utensílios de madeira, o que facilita encontrar e guardar.

Eletrodomésticos: Aproveite o design bonito dos atuais eletrodomésticos e deixe os de uso diário na própria bancada da cozinha. Um dos desafios é a altura de alguns modelos como as batedeiras, liquidificadores, centrífugas, máquinas de pão etc. As prateleiras aramadas são uma boa opção para organizá-los, já que é possível  ajustar a altura com mais facilidade.

Com essas dicas, agora é só abrir os presentes e dar vida aos armários de sua cozinha com cheirinho de nova.

Fonte: site Liga das Noivas

Dicas para viver com simplicidade e organização em 2014

simplicidade 1

O que é simplicidade afinal? Não existe uma teoria sobre o que é ser simples. Isso varia muito de pessoa para pessoa.  Coisas que são simples pra mim pode não ser pra você. Devemos buscar soluções e alternativas que nos ajude a viver de uma maneira mais simples e organizada, mas sem forçar nossa natureza. O segredo é adotar hábitos que possam contribuir para que a gente alcance o equilíbrio entre nossa vida pessoal e profissional,  de forma prazerosa. Abaixo coloco algumas dicas que podem servir pra você.

1. Simplifique seus objetivos Em vez de ter meia dúzia de objetivos ou mais, simplificá-lo a um objetivo. Além de  ficar menos estressado, te dá melhores chances de sucesso. Você será capaz de se concentrar em  um objetivo e dar toda a sua energia.

2. Avalie o seu tempo  Como você gasta o seu dia? Quais coisas você faz a partir do momento que você acorda até a hora de ir dormir? Faça uma lista e avalie se eles estão de acordo com suas prioridades. Se não, elimine as coisas que não são e se concentre no que é importante,  abrindo espaço para o que você quer fazer. Redesenhe o seu dia.

3. Simplifique as tarefas de casa – Pense em todas as coisas que você faz em casa. Às vezes a nossa lista de tarefas para casa é tão longa como a nossa lista de trabalho. Mantenha o foco no mais importante e tente encontrar maneiras de eliminar as outras tarefas (automatizar, eliminar, delegar ou contratar ajuda).

4. Simplifique seu espaço de trabalho – Trabalhar num espaço limpo e organizado é fundamental para que possamos manter o foco e ganhar produtividade. Isso não significa deixar tudo arrumadinho ou bonito aos olhos dos outros, mas sim deixar de uma forma que funcione bem pra você. Jogue coisas fora, limpe suas gavetas e organize seus arquivos. Separe um dia exclusivo para esta atividade e mãos a obra.

5. Aprenda a dizer não Este é realmente um dos hábitos fundamentais para aqueles que tentam simplificar suas vidas. Aceite que você não pode fazer tudo e tente eliminar os compromissos que não são tão importantes. Aprenda a fazer uma coisa de cada vez e viva seu tempo com sabedoria.

6. Use os recursos digitais a seu favor – Assim como uma mesa ou ambiente bagunçado, um computador desorganizado também pode roubar o nosso tempo e prejudicar nossa produtividade. Considere a possibilidade de utilizar um Smartphone (Iphone, blackberry, etc) para organizar e simplificar a sua vida. O smartphone pode te ajudar a centralizar todas as informações que você precisa para gerenciar tarefas e atividades, além de oferecer inúmeros outros recursos úteis. Mas cuidado! Coloque um limite para acessar essas informações. Caso contrário pode tomar o seu dia inteiro.

7. Não acumule coisas demais – Crie o hábito de tirar duas peças de roupa do armário a cada uma nova que comprar. Um armário ou closet entulhado, entre outros problemas, faz com que você perca o controle sobre o que tem e compre coisas desnecessárias. Uma ou duas vezes por mês de uma olhada nas coisas que você não usa mais e separe para doar.  Tente não ter uma tonelada de coisas em sua vida, em vez disso, tenha apenas alguns pertences, mas aqueles que você realmente ama e que irá durar por um longo tempo.

8. Passe algum tempo sozinho Ficar um tempo só é bom para você. Apesar de algumas pessoas não se sentirem confortáveis ​​com isso,  é extremamente calmante. E essa calma é necessária para descobrir o que é importante para você.

Enfim…sempre se pergunte: Será que isto vai simplificar minha vida? Se a resposta for não, reconsidere!

Gostaram das dicas?

Bjos!

fonte: www.organizesuavida.com.br.